segunda-feira, 4 de abril de 2016

Custos, causas e solução para a violência que anda de rédea solta em Maragojipe

Leia Mais:http://brasil.estadao.com.br/noticias/geral,a-violencia-migrou-da-capital-para-o-interior,1172402
Assine o Estadão All Digital + Impresso todos os dias



Siga @Estadao no TwitterLeia Mais:http://brasil.estadao.com.br/noticias/geral,a-violencia-migrou-da-capital-para-o-interior,1172402Leia Mais:http://brasil.estadao.com.br/noticias/geral,a-violencia-migrou-da-capital-para-o-interior,1172402

Determina as causas da violência  ainda é uma questão sujeita a debate, porém, não resta dúvida de que seus efeitos sobre a sociedade e a economia são devastadores. A dor, o sofrimento e as sequelas psicológicas deixadas nos parentes e amigos de vítimas de homicídios são incalculáveis. Do ponto de vista econômico, cada pessoa assassinada significa perda de investimento em capital humano (o quanto a pessoa poderia gerar para a economia durante a vida) e da capacidade produtiva.



O pior é que os estudos indicam que a violência no Brasil não está mais restrita aos grandes centros urbanos. Ela se alastrou pelo interior e por pequenas cidades como Maragojipe, deixando um rastro de destruição de vidas e de prejuízos econômicos e os cidadãos reféns do medo. Estima-se que o País gaste em torno de 5% do Produto Interno Bruto (PIB) com a violência. Enquanto isso, crescem os negócios das empresas de segurança privada.


Na ausência do poder público, o paralelo assumem o controle dessas áreas. Esse é um dos principais problemas da segurança pública nas cidades, temos que evitar que os jovens entre nesse mundo sem volta, atacando as causas para evitar as consequências, investindo nas crianças, um grande exemplo é se uma residência está infestada de Aedes Aegypti mosquito transmissor da Zica Dengue entre outras viroses, será apenas paliativo usar inseticidas ou repelentes, temos que descobrir o foco gerador e eliminá-lo para evitar a reprodução de novos insetos, a mesma coisa acontece com a violência, não adianta o estado fazer mais concurso para  soldados ou policiais civis, como também comprar armas modernas, senão criar politicas publicas de inclusão para evitar que os jovens entrem no mundo do crime, só assim vamos diminuir a violência que anda de rédea solta na nossa querida Maragojipe.  


Siga @Estadao no TwitterAssine o Estadão All Digital + Impresso todos os dias
Siga @Estadao no Twitter

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Nunca escreva para os outros, o que você não gostaria de ler