quarta-feira, 6 de julho de 2016

TCM quer representação por improbidade contra prefeito de Candeias

 
O Tribunal de Contas dos Municípios, solicitou ao Ministério Público Estadual, nessa quarta-feira (06), uma representação contra o prefeito de Candeias, Francisco Silva Conceição.
 
O objetivo é que seja apurada a suposta prática de ato de improbidade administrativa na contratação irregular de trabalhadores temporários, que custou aos cofres municipais a quantia de R$7.182.785,04 no ano de 2013. O relator do processo, conselheiro substituto Antônio Carlos da Silva, também multou o gestor em R$4 mil.
 
Mesmo notificado, o prefeito não apresentou ao TCM os processos seletivos simplificados que serviram de respaldo para as contratações temporárias, nem encaminhou a publicação do edital de seleção e a prova escrita que deveria ter sido aplicada na admissão de tais trabalhadores. Por conta da omissão do gestor, a relatoria concluiu pela irregularidade de todas as contratações temporárias 2013.
 
Cabe recurso da decisão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Nunca escreva para os outros, o que você não gostaria de ler