domingo, 19 de fevereiro de 2017

Solla afirma que “militância não se reconhece no governo Rui”


 
Às turras com o governo Rui Costa desde o início, o deputado federal Jorge Solla (PT) aproveitou um encontro da legenda para voltar a criticar a gestão do correligionário. No auditório da Faculdade de Arquitetura da Ufba, Solla disse que a “militância não se reconhece no governo” de Rui. 
 
“Não podemos ter uma relação do partido com o governo onde a militância não se reconhece no governo. Não basta ser governador do PT, tem que ter políticas alinhadas com o partido. Tem que ter espaço da militância. O que a gente tem visto é afastamento progressivo da militância do PT, mas da capacidade dela apoiar e batalhar”, observou. 
 
Segundo o deputado, “se a militância tivesse sido ouvida, o PT teria candidato em Salvador”, na eleição municipal onde a legenda apoiou Alice Portugal (PCdoB), que ficou em segundo lugar, atrás do prefeito reeleito, ACM Neto (DEM). 
 
“Se a militância do PT tivesse sido chamada para discutir, teria candidato aqui em salvador. Não podemos mais aceitar o partido decidir se vai ter candidato ou não pela cabeça de duas pessoas. O governador e o presidente do PT decidiram que não ia ter candidato e foram comunicar essa decisão”, acusou. 
 
Apesar da artilharia contra o governo, Solla ressaltou que as crítica são feitas na tentativa de melhorar o governo. 
 
“Eu quero que o governo seja bem sucedido e não posso fazer de conta que não tem erros. Primeiro passo é identificar os problemas”, apontou.
Fonte: Bocão News

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Nunca escreva para os outros, o que você não gostaria de ler