terça-feira, 23 de maio de 2017

PSB pressiona ministro de Minas e Energia para deixar governo

O Partido Socialista Brasileiro (PSB) tem pressionado o ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, para que abandone o posto no governo de Michel Temer (PMDB) e apoie o pedido de renúncia sugerido pela legenda.
A Comissão Executiva Nacional optou pelo afastamento de Temer porque considera que sua permanência no cargo amplia a crise que atinge o Brasil. Em nota, divulgada através de sua rede social, nessa segunda-feira (22), o PSB afirmou que agora é oposição ao governo e que apoia as eleições diretas. 
“Enquanto instituição partidária o PSB nunca integrou o Governo, passou a lhe fazer oposição e milita para que, quando de seu termo - que fatalmente virá - a sucessão se defina em conformidade com as previsões constitucionais que, desejamos, venham a compreender as eleições diretas, admissíveis a partir de Proposta de Emenda à Constituição”, diz a nota.
A legenda diz ainda que a permanência de Fernando Coelho no cargo de ministro está sendo julgada pelo Conselho de Ética do PSB.
“As deliberações da Comissão Executiva não podem ser, em hipótese alguma, disputadas ou relativizadas por qualquer dos integrantes do partido, dado o cenário em que ocorreram e a unanimidade de que foram objeto. Neste contexto, a decisão do deputado licenciado Fernando Coelho Filho, no sentido de manter sua posição no Ministério de Minas e Energia irá incidir de forma decisiva, em processo disciplinar que já tramita no Conselho de Ética do PSB. A sanção que eventualmente se venha a aplicar terá por fundamento não apenas a infringência de disposições partidárias, mas a insensibilidade política para com as urgências dos segmentos populares, que um partido SOCIALISTA deve necessariamente representar”, encerra o comunicado.
Mesmo após decisão do partido, o ministro jantou com Temer no Alvorada na noite deste sábado (22),  junto com o pai, o senador Fernando Bezerra Coelho. Fernando Filho ainda não definiu se permanece ou entrega o cargo. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Nunca escreva para os outros, o que você não gostaria de ler