domingo, 6 de agosto de 2017

AMAB emite nota de repúdio após advogado dizer que TJ-BA não tem '10% de juiz honesto'


AMAB emite nota de repúdio após advogado dizer que TJ-BA não tem '10% de juiz honesto'
Foto: Reprodução
A Associação dos Magistrados da Bahia (AMAB) divulgou uma nota de repúdio, após as declarações do advogado Felisberto Odilon Córdova, de que o Tribunal de Justiça da Bahia é “podre” e que não tem “10% de juiz honesto lá dentro” (clique aqui e saiba mais). Segundo a entidade, que congrega os juízes e desembargadores da Justiça estadual, as palavras do advogado catarinense são “insinuações de cunho difamatório” e "mostram desequilíbrio e preconceito”. Destacando que o acusador não apresentou dados concretos ou informações comprobatórias, a AMAB diz que, para “minimizar o afronte cometido contra o Tribunal de Justiça de Santa Catarina (clique aqui), Felisberto Odilon Córdova “faz comparações abstratas com o Tribunal de Justiça da Bahia e generaliza agressões, de forma gratuita, aos magistrados baianos”. A nota de repúdio diz ainda que a afirmação do advogado “tenta apontar superioridade ética e profissional dos juízes catarinenses contra os baianos, e mostra, de forma desrespeitosa, atitude preconceituosa não apenas contra o Judiciário do nosso estado mas a toda a população da Bahia”. A associação diz ainda que as “ilações” do profissional do direito sobre o estado e o cotidiano que “pouco conhece” causa “tristeza e indignação”. A AMAB garante que, em nome dos magistrados baianos, tomará medidas jurídicas cabíveis e exigirá comprovação das acusações. “É preciso passar a limpo o fato, em respeito a todos os juízes sérios, éticos e trabalhadores que atuam neste estado”, encerra a nota de repúdio. 
Fonte: Bahia Noticias

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Nunca escreva para os outros, o que você não gostaria de ler