quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Conheça um pouco da regata Aratu Maragojipe, inclusive sobre Bolsa de Tripulantes


Origem

A regata nasceu no ano de 1969 com a denominação de "Regata de São Bartolomeu", em homenagem ao Santo padroeiro da cidade de Maragojipe. Nas primeiras edições do evento a grande maioria das embarcações participantes era composta pelos tradicionais saveiros, muito comuns e numerosos na época. Decorridos os anos, os modernos veleiros de Oceano passaram a ser os protagonistas, distribuídos em mais de vinte classes. Os tradicionais "Saveiros de Vela de Içar", hoje em extinção, também dão grande beleza ao evento. Abertura Oficial O evento tem início no dia 25 de agosto, à noite, com uma grande Cerimônia de Abertura na qual reunirá autoridades governamentais, velejadores, imprensa, patrocinadores e convidados, na sede do Aratu Iate Clube. Público estimado em 1.200 pessoas. 

A Competição

A competição será no sábado, dia 26 de agosto, com três largadas para as diversas classes inscritas, a partir das 10 horas da manhã, na raia montada entre o Farolete da Base Naval de Aratu e Ilha de Maré. A 48ª Regata Aratu-Maragojipe é uma realização do Aratu Iate Clube, em parceria com a Via Náutica Consultoria & Eventos, empresa coordenadora do evento. A expectativa é reunir cerca de 300 embarcações, entre veleiros de Oceano, saveiros e escunas a Vela. Participam mais de 1.500 tripulantes, o que faz dela um dos maiores eventos náuticos da América Latina. As inscrições são feitas exclusivamente pelo site www.aratumaragojipe.com.br

Belos posts e informações atualizadas também podem ser acessados na página do Facebook – Regata Aratu Maragojipe. 

Bolsa de Tripulantes

A Regata Aratu-Maragojipe é uma competição democrática! Os interessados em acompanhar a prova, que não têm embarcação, podem participar do evento como tripulantes. Para isso, basta acessar o link da Bolsa de Tripulantes aqui no site e preencher um breve formulário com suas experiências a bordo. O que não vale é ficar de fora! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Nunca escreva para os outros, o que você não gostaria de ler