sexta-feira, 27 de outubro de 2017

Maragojipe: Denúncia de desencontro de informação e falta de medicamento na farmácia básica





A paciente Luiza Santos que necessita do medicamento de nome Selozok indicado para pessoas cardíacas, está passando por maus bocados na secretaria de saúde em Maragojipe, segundo a mesma, ao ir pegar o medicamento na farmácia básica que fica dentro da secretaria, foi informada que deveria realizar um cadastro, e que o mesmo só é feio pelo farmacêutico, e esse ultimo não se encontra todos os dias no município, quando a paciente encontrou o profissional, ele informou que não era necessário fazer o cadastro, que apenas levar a receita, informou também que o Selozok no momento está em falta.
Bastante decepcionada depois de muitas idas e vindas, quem está certo sobre se realmente é necessário realizar cadastro, o farmacêutico ou o funcionaria que la trabalha ?
Enquanto isso como fica a vida de um paciente que pra sobreviver depende do medicamento?
Com a palavra a prefeitura.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Nunca escreva para os outros, o que você não gostaria de ler