sexta-feira, 27 de outubro de 2017

Maragojipe: Reflexão por Dr. Paulo Vicente Guerreiro Peixoto

Paulo Vicente Guerreiro Peixoto

Hoje sexta feira, dia 27 de outubro, faltando 65 dias para encerrarmos o ano, é data do nascimento de Graciliano Ramos, um dos maiores escritores brasileiros (nas. 1892 e m. 1953) e, para alegria de uns e tristezas de outros ( particularmente a minha) do Sr. Luiz Inácio Lula da Silva, 35º presidente do Brasil no ano de 1945.

Um dia próprio a reflexões e atividades bucólicas como um encontro com amigos no final do dia ( sem celular e Watsap ou Facebook por perto), daquela cervejinha gelada na mesa de um barzinho (com uma boa música ao fundo) e outras atividades para maiores...., de preferência bem acompanhado ou acompanhada ou os dois (sem qualquer tipo de intolerância).
E, já que falei, também, em reflexões, nada como compartilhar com vocês meus Amigos e Irmãos, este meu texto de hoje, que, copiado da rede social, intitula-se:
– A era da contraditória esquizofrenia social
O texto que me chegou ao conhecimento e a seguir transcrevo, cujo autor por ignorância eu não conheço, mas que, no meu humilde ponto de vista ( falei meu e vou respeitar os que pensarem diferente) é sensacional ao explicar com perfeição esses tempos de intolerância a certas coisas e, contraditoriamente, de tolerância irrestrita a outras.
Compartilho:
ESQUIZOFRENIA SOCIAL
Por Almir Favarin, Teólogo e Psicanalista

"Vivemos numa época onde querem que os padres se casem e que os casados se divorciem.
Querem que os héteros tenham relacionamentos líquidos sem compromisso, mas que os gays se casem na Igreja.
Que as mulheres tenham corpos masculinizados e se vistam como homens e assumam papéis masculinos. Querem que os homens se tornem “frágeis” e delicados e com trejeitos, como se fossem mulheres. Uma criança com apenas cinco ou seis anos de vida já tem o direito de decidir se será homem ou mulher pelo resto da vida, mas um menor de dezoito anos, não pode responder pelos seus crimes.
Não há vagas para os doentes nos hospitais, mas há o incentivo e o patrocínio do SUS para quem quer fazer mudança de sexo.
Há acompanhamento psicológico gratuito para quem deseja deixar a heterossexualidade e viver a homossexualidade, mas não existe nenhum apoio deste mesmo SUS para quem deseja sair da homossexualidade e viver a sua heterossexualidade e se o tentarem fazer, é crime.
Ser à favor da família e religião é ditadura, mas urinar em cima dos crucifixos é liberdade de expressão.
Se isso não for o Fim dos Tempos, deve ser o ensaio…"
* * *. * *. *. *. *. *
É meus Amigos e Irmãos, realmente, como disse o Autor do texto, estamos caminhando para o Fim dos Tempos, ou infelizmente alguns o estão buscando, pois, mesmo eu correndo o risco de ser contraditório ou o sendo: tudo pode ser tolerado, mas, nunca o intolerável.
Compartilhando como sempre o nosso amanhecer no Cai-já, desejo uma ótima sexta-feira a todos com as bençãos e proteção do Grande Arquiteto Do Universo, de Jesus Cristo, de todos os Orixás, Espíritos de Luz.....
MUITA LUZ
Paulo Vicente Guerreiro Peixoto

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Nunca escreva para os outros, o que você não gostaria de ler