quinta-feira, 23 de novembro de 2017

23 de Novembro dia de combate as câncer infantil por Dr. Paulo Vicente Guerreiro Peixoto

Paulo Vicente Guerreiro Peixoto

O que pese, especificamente hoje ser o dia dedicado ao Combate ao Câncer Infantil, temos que estar alertas todos os dias do ano para esta doença que tanto atinge as crianças.
O câncer infanto-juvenil é a maior causa de mortes por doença na faixa de 5 a 19 anos, porém, tem chances de cura de até 80%, quanto mais cedo for detectado.
Devemos como pais, avós, tios e cidadãos, ficarmos atentos as doenças e sintomas que vão e voltam nas crianças e adolescentes, pois são sinais de alerta. Assim percebendo, procure de imediato um médico.
No Brasil, o câncer representa a primeira causa de morte (7% do total) por doença entre crianças e adolescentes. Os dados do INCA estimam que ocorrerão cerca de 12.600 casos novos de câncer no Brasil por ano, entre 2016 e 2017.
Veja o que nos fala a Dra. Flávia Vasconcellos, oncologista pediátrica do Americas Oncologia:
"Nos últimos 40 anos, houve grande avanço no tratamento do câncer infantil. Modernos métodos diagnósticos e terapêuticos, mais precisos e menos invasivos, estudos de oncogenética e biologia molecular, além da assistência de qualidade em onco-hematologia pediátrica, aumentam não só a cura como a boa qualidade de vida após o tratamento”, explica a especialista, valorizando a estrutura presente no Americas Oncologia.
De acordo com a Dra. Flávia, em centros de excelência, as chances de cura podem chegar a mais de 80%. “No Americas Oncologia, contamos com uma equipe multiprofissional empenhada no cuidado, não só da criança mas, também, dos pais, dos irmãos, dos avós, enfim, de toda família, que também é essencial neste processo”, concluiu a especialista.
Juntos, podemos vencer o câncer infantil.
Peço a todos meus AMIGOS e IRMÃOS do Facebook e Watsap que compartilhem esta mensagem, ela pode salvar uma criança, ela pode salvar uma vida.
Que o Grande Arquiteto Do Universo proteja nossas crianças e a nós de todas as doenças e males, abençoando-nos com muita saúde e amor.
Paulo Vicente Guerreiro Peixoto

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Nunca escreva para os outros, o que você não gostaria de ler