sábado, 25 de novembro de 2017

Maragojipe: Reivindicar em Brasilia pode, já em Maragojipe é perigoso, sujeito a corte de ponto e perseguição


Protestando em busca de recursos para seus  municípios, quase 500 prefeitos foram a Brasília reivindicar verbas para os mesmos, inclusive a prefeita de Maragojipe Vera Lucia, temos que que de fato parabenizar a iniciativa dos gestores, é louvável a luta da classe organizada mostrando a força ao governo federal, da pra ver no rosto da prefeita sua alegria na foto dentro do congresso sabendo que está fazendo sua parte para o nosso belo quadro social, como dizia Raulzito, em nenhum momento essa mobilização foi rotulada de vandalismo, e não houve ameaças de corte  nos salários dos prefeitos (as). por saírem de seus municípios, o que mais achei interessante foi a frase do presidente da UPB  União dos Municípios da Bahia (UPB) e prefeito de Bom Jesus da Lapa Eures Ribeiro (PSD). “Não fomos nós, prefeitos e prefeitas, quem criamos essa crise política e financeira. Então não somos nós quem temos que pagar por ela, como estamos pagando"

O mesmo sentimento que motivou a prefeita Vera Lucia a ir a Brasilia protestar, é o que envolve os servidores públicos de Maragojipe que estão há dois anos sem reajuste salarial, a unica diferença é que aqui  os trabalhadores liderados pelo SIFUPREMA e a APMM, quando vão as ruas reivindicar, sequer são atendidos pela gestão, e a palavras e ordem é ameaças de cortar o ponto, e perseguições com transferências dos servidores, "Ninguém sabe o que o calado quer, nem o que o calado sente"  prefeita use o bom senso, e entenda que todos tem direito de protestar e ser respeitado por isso, assim como sua gestão precisa de mais recurso para realizar mais por Maragojipe, os servidores também precisam de reajuste para manutenção de sua família, e faça uma reflexão sobre o que disse Eures Ribeiro da UPB. Prefeita “Não fomos nós, SERVIDORES PÚBLICOS MUNICIPAIS DE MARAGOJIPE, quem criamos essa crise política e financeira. Então não somos nós quem temos que pagar por ela, como estamos pagando"

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Nunca escreva para os outros, o que você não gostaria de ler