domingo, 24 de dezembro de 2017

Maragojipe: Prefeitura emite Nota de Esclarecimento sobre a votação da L.O.A e L.D.O

 
Na última sessão da Câmara, realizada nesta quinta-feira (21), para votação da Lei Orçamentária Anual (LOA) e Lei de Diretrizes Orçamentária (LDO), a maioria dos vereadores limitou em 5% os gastos da Administração Municipal para o ano de 2018. Essas leis definem e regulamentam os gastos da Prefeitura.
Com a votação, o Governo Municipal será obrigado a restringir serviços essenciais como de Saúde, que inclui tratamento fora do domicílio (TFD) para pessoas com câncer e que fazem hemodiálise, na Educação com o transporte escolar, segurança, a manutenção dos serviços de limpeza pública, além de suspender benefícios sociais como o auxílio funeral, entre tantos outros de suma necessidade para a população mais pobre.
O limite dos gastos em 5% foi votado pelos vereadores Moisés, Beto de Betuca, Raquel esposa do vice-prefeito Roque do Trator, Fernandinho de São Roque, Paulo de Plínio, Ana Leite, Renatinho de Coqueiros e Tinho de São Roque. Com essa atitude desses oito parlamentares a população maragojipana será a maior prejudicada.
Em gestões passadas, a Câmara já chegou a aprovar as leis em 100%. No primeiro mandato da prefeita Vera Lúcia, aprovaram com 80%. Diante desse quadro crítico que afetará diretamente a vida do povo maragojipano, a Prefeitura de Maragojipe lamenta esta situação devido à decisão insensata de alguns representantes do Poder Legislativo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Nunca escreva para os outros, o que você não gostaria de ler