terça-feira, 30 de janeiro de 2018

Maragojipe: Da serie "Aceita que dói menos". Por Elmo Santos

 
Virou uma ferida crônica a sujeira pelas ruas de Maragojipe. Todos os domingos depois da feira a cidade amanhace assim: ruas completamente abandonadas. Sem manutenção o Município carrega o peso da incompetência. Prédios públicos como Iguatemi e o Mercado Municipal do Areal são responsáveis em abastecerem a cidade estão em estado de calamidade. Ratos, animais soltos e sujeira.
 
 
Os bares que ficam do lado externo do mercado utilizam o banheiro de dentro do mercado quando eles fecham pessoas utilizam as pilastras para fazerem suas necessidades fisiológicas. O mal cheiro de urina pode ser sentido a uma longa distância. Maragojipe convive com o descaso e abandono. "Aceita que dói menos".
 
Elmo Santos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Nunca escreva para os outros, o que você não gostaria de ler