quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018

Maragojipe: Dr. Paulo e o judiciário

Dr. Paulo 

PEÇO DE CORAÇÃO QUE LEIAM O TEXTO ATÉ O FINAL:
Há quatro anos atrás publiquei a matéria abaixo:
"Hoje quero falar sobre a situação do judiciário em Maragogipe. Como advogado militante nesta Comarca sinto-me como um peixe fora d'água. Já não tenho mais desculpas para dar aos meus clientes e acho que a maioria dos meus colegas também.
O nosso Tribunal de Justiça esqueceu de Maragogipe. Tanto é verdade que recentemente o TRE publicou um convite aos dois Juízes da Comarca para apresentar em 05 dias a inscrição para assumir o Eleitoral de nossa terra. Como assumir? Quem vai assumir? Se não temos Juízes em Maragogipe em nenhuma das 02 Varas (Civil e Criminal). Foi motivo de piada no Jornal A Tarde da semana passada em matéria de João Guerreiro.
Bem sei do empenho da Promotora de Justiça que pessoalmente enviou solicitação ao Conselho Nacional de Justiça. O empenho de alguns colegas, inclusive o meu e da Maçonaria em solicitar do Tribunal de Justiça um posição rápida para o caso.
Nos últimos dias o filho de Carlinhos de Xanda com um Megafone ( Perdão:me esqueci o nome do mesmo) pregava solicitando a interferência dos Órgãos Públicos e da população para uma tomada de posição. Ele esta certo. Temos que nos mobilizar. Ir as ruas se necessário (até o Papa Francisco acha que em alguns casos é a solução).
Maragogipe era uma Comarca de última Instância, hoje, foi rebaixada a Instância Inicial, juntamente com Cachoeira e outras Comarcas mais antigas. Um total desrespeito a história de Maragogipe e Cachoeira.
Cachoeira esta se mobilizando através do Colega Nelson Aragão com o apoio do Comércio e da População. E nós Maragogipanos vamos ficar calados? Vamos aceitar mais esta usurpação.
A população que já suportava a morosidade da Justiça e a falta de serventuários (os existentes se viram como pode), com certeza não deve suporta mais esta situação. São pessoas em busca de sentenças de pensão alimentícia ( a Promotora ajuda no que pode), divórcios, e de tantas outras ações paralisadas sem andamento, conclusos para despacho, sem falar naqueles que presos buscam a solução de seus casos.
Não queremos Juiz Substituto queremos um Juiz Titular para cada uma das Varas existentes. Aqui tenho que fazer uma ressalva aos Juízes Substitutos que ocuparam e ocupam nossa Comarca, contudo, por mais dedicação, não podem atender a dois senhores com o mesmo empenho.
Este é mais do que um desabafo. É um pedido de socorro de mães aflitas que buscam nas ações de alimentos a sobrevivência de seus filhos. Daqueles que buscam a guarida de seus direito o respeito de nossa Cidadania. Acima de tudo um GRITO DE ALERTA."
Agora decorridos, como disse QUATRO ANOS da publicação, do meu GRITO DE ALERTA, estamos chegando no fundo do poço, para não dizer que já estamos nele, pois nada mudou, com a excessão da atuação da Polícia Militar e Civil, que estão lutando contra a violência em MARAGOGIPE.
MARAGOGIPE PERDEU SUA IDENTIDADE POLÍTICA.
Por força de decisão do Tribunal Eleitoral e descaso da Prefeita, dos Vereadores e, tenho que fazer minha meia culpa, de nós Maragogipanos, que cruzamos os braços, perdemos o Cartório Eleitoral de MARAGOGIPE.
Atualmente, os Maragogipanos terão que se deslocar para Cachoeira afim de tirar o título eleitoral ou resolver qualquer pendência, inclusive, o resultado das próximas eleições, serão apuradas lá em Cachoeira. (Esqueçam esta história de Posto Eleitoral, pois se quando aqui exista a Justiça Eleitoral já andava capengando, imagine com um mísero posto).
No meu humilde conhecimento jurídico, temos legalmente condições para reverter o quadro. Soube através do Ministério Público de MARAGOGIPE, que a Prefeita ficou de ingressar com uma medida judicial, tendo este fornecido vasto material para tanto. Não sei se o Municipio o fez dentro do prazo, pois este já se exauriu em 24 de janeiro e não vi nenhuma nota pública a respeito.
No andar da Carruagem da Vergonha Politica pelo que estamos sendo conduzidos e submetidos, em breve seremos Distrito de Cachoeira, cidade pela qual tenho maior apreço e estima.
Assim não sendo mais extenso nas minhas colocações, com a palavra o Procurador do Município, a Prefeita, os Vereadores sejam de oposição ou não, os deputados que dizem defender os interesses de nossa Terra das Palmeiras e do Rio Paraguaçu e, os ditos líderes (?) políticos de MARAGOGIPE e nós Maragogipanos que, infelizmente possuímos o governo e governantes que merecemos.
AINDA HÁ TEMPO.
POR UMA MARAGOGIPE QUE SE RESPEITA E EXIGE RESPEITO.
Paulo Vicente Guerreiro Peixoto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Nunca escreva para os outros, o que você não gostaria de ler