quinta-feira, 5 de abril de 2018

São Félix: professores da rede municipal entram em greve por tempo indeterminado


Os professores da rede municipal de ensino da cidade de São Félix, no Recôncavo Baiano, decretaram greve por tempo indeterminado. Segundo o diretor estadual e advogado da APLB-BA, Noildo Gomes, os salários estavam atrasados há 50 dias e na quarta-feira (4) foram pagos os de fevereiro. "Março não foi pago, apesar do município ter recebido as verbas constitucionais. Há mais de uma semana entrou a última parcela do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). Não é falta de dinheiro e sim de gestão", afirmou Noildo em conversa com o BNews.
De acordo com o diretor, o município tem uma quantidade de contratados que não é necessária. "Em São Felix temos o menor número de alunos por professor do que a média. Lá são 12 alunos por professor. É uma questão administrativa e não de falta de dinheiro", ressaltou.
A reportagem entrou em contato com a secretária de Educação do município, Adelmira Rodrigues , que confirmou os atrasos, mas justificou que o valor repassado pelo Fundeb não é suficiente para cobrir os gastos. "Realmente estamos com um impacto financeiro, mas em nenhum momento deixamos de pagar. A falha foi detectada em 2017 e a previsão era de 8 milhões de recebimento, mas só recebemos R$ 6 milhões. Já este ano, a estimativa é de recebermos R$ 7 milhões e ainda corremos o risco", explicou, sem detalhar quanto já foi repassado ao município até o mês de março. A secretária também não informou qual o valor aplicado pela prefeitura na Educação. 
BNews também procurou o Fundeb para entender quais critérios são utilizados para definir o valor do repasse aos municípios e qual valor destinado à cidade de São Félix. Até o fechamento da matéria nenhuma resposta foi enviada.
Uma assembleia dos professores está sendo organizada para a semana que vem, na qual serão definidos os rumos do movimento. 
Fonte: Bocão News

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Nunca escreva para os outros, o que você não gostaria de ler