quarta-feira, 16 de maio de 2018

Parabéns aos profissionais de limpeza conhecidos com GARI pelo seu dia

Hoje é o dia deles (as) ,  Garis que acordam cedo para deixar a cidade limpa, gostaríamos de parabenizar todos esses profissionais em especial os maragojipanos.



DIA DO GARI
Garis. Quem são eles? Quais os seus nomes?
(?)

Garis são esses homens e mulheres anônimos aí da imagem, que passam o dia vasculhando as ruas, à cata de entulhos, retirando o lixo.
Compenetrados, cabeças baixas, tentando esconder-se dos olhares de pessoas que passam, atentos ao que estão fazendo em nosso benefício, eles apenas trabalham.
Sempre os encontramos, inclusive nos veículos coletores de lixo. Mas eles passam despercebidos, como se fossem apenas sombras, pessoas excluídas, nojentas.
Enfrentando intempéries, cães ferozes, perigos de contaminação com cortes de cacos de vidros, contaminações do lixo hospitalar e outros tipos de desgraças, eles nos prestam um inestimável serviço.
Somos ingratos com esses laboriosos e silenciosos trabalhadores do nosso quotidiano. Eles também são Brasileiros, minha gente...
Nunca nos aproximamos deles. Vemo-los como se fossem portadores de doenças transmissíveis pelo simples olhar, pelo sorriso, pelas mãos calejadas, pelas roupas às vezes surradas e sujas.
Nunca os cumprimentamos, com medo de comprometermos nossa imunidade ou identidade e superioridade pessoal.
(Isto se chama ingratidão (petulância) social)

Da próxima vez que você tiver oportunidade, dê um bom dia para o gari. Pois os garis são brasileiros e brasileiras.
Não são escravos. Este gesto não fará esse humilde trabalhador mais rico ou mais pobre, mas asseguro-lhes que tocará direto no fundo do seu coração, por ter sido considerado uma pessoa.
Sem esse trabalho humilde nossas ruas, praças e logradouros seriam imundos.
Pois é! O gari é uma pessoa, um irmão em Cristo, que nos quer todos irmãos.
 
(Essa máxima de Jesus precisa ser verdadeira e não da boca pra fora)

Autor: Rivaldo Cavalcante


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Nunca escreva para os outros, o que você não gostaria de ler